INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA ENTRE ANTIDIABÉTICOS E ANTI-HIPERTENSIVOS EM IDOSOS

  • Eurislene Moreira Antunes Damasceno
  • Christina Durães Prates
  • Maria Valéria Ribeiro Martinho
  • Bianca Montalvão Santana
  • Thalita Pimentel Nunes

Resumo

A interação medicamentosa está entre as principais causas dos problemas relacionados aos medicamentos,podendo ocasionar prejuízos na recuperação da saúde do paciente lembrando que apopulação idosa no Brasil ocupa-se em incessante avanço . O objetivo deste trabalho foi investigara ocorrência de interações medicamentosas na farmacoterapia dos idosos hipertensos e diabéticosatendidos na Farmácia de uma Estrategia de Saúde da Família. O estudo caracteriza-secomo quantitativo, transversal e observacional com coleta de dados entre Setembro a Outubrode 2018, através de entrevistas individuais. As interações medicamentosas foram obtidas atravésdo software Micromedex® Solutions. Dos 132 regimes terapêuticos analisados, 43,21% continhampelo menos uma interação medicamentosa. A magnitude das interações encontradas foi: menor,moderada e maior. O Ácido Acetilsalicílico teve a maior prevalência (23,8%) de interações, e alosartana foi o mais prescrito (73,5%). A comprovação das interações possibilita o uso racionalde medicamentos, menos complicações terapêuticas, tratamentos mais efetivos, melhorias naqualidade das prescrições possibilitando uma qualidade de vida dos pacientes, resaltando assima importancia do profissional farmaceutico.
Publicado
29-11-2019
Como Citar
DAMASCENO, Eurislene Moreira Antunes et al. INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA ENTRE ANTIDIABÉTICOS E ANTI-HIPERTENSIVOS EM IDOSOS. Revista Multitexto, [S.l.], v. 7, n. 2, nov. 2019. ISSN 2316-4484. Disponível em: <http://www.ead.unimontes.br/multitexto/index.php/rmcead/article/view/376>. Acesso em: 16 jul. 2020.
Seção
Artigos Originais